Quem procura soluções em marketing digital normalmente tem um objetivo. Seja aumentar as vendas, captar mais leads, relacionar com seus contatos, etc. A Gokit trabalha para cada um desses objetivos, mas acima de tudo, entregar mais contatos ao seu time de vendas, ou seja, mais leads qualificados. 

Fazemos isso utilizando inbound marketing. Essa metodologia se baseia em atrair usuários na internet por meio de conteúdos relevantes. Com isso, despertamos o interesse das pessoas em produtos e serviços específicos.

Para entender melhor a forma de trabalho da Gokit, continue lendo este artigo. Mas se você já quiser conversar com o nosso time, peça o seu orçamento clicando na imagem abaixo. 

Por dentro dos objetivos e das nossas soluções em marketing digital

O marketing digital não possui uma receita de bolo que servirá para todas as empresas e situações. Antes de fecharmos negócio, fazemos um diagnóstico completo do cliente, identificando necessidades e dificuldades.

Desse modo, as soluções em marketing digital nunca serão iguais, afinal, você é único e sua empresa também é. 

Aqui na Gokit trabalhamos com vários serviços que se complementam em um projeto de marketing digital com duração de, no mínimo, 12 meses.  

Criação de sites e landing pages, otimização SEO, anúncios no Google, postagens em redes sociais, automação de e-mail marketing e outros serviços se complementam dentro de uma estratégia. Todos estão presentes em uma ou mais etapas do funil de marketing digital, cujo objetivo final é a venda. 

Em resumo, trabalhamos todos esses recursos em conjunto, ou seja, não fazemos landing pages avulsas ou apenas a gestão de redes sociais ou anúncios. 

Veja abaixo uma imagem que ilustra as soluções em marketing digital oferecidas pela Gokit.

Método de trabalho Gokit

Ilustração do método de trabalho da Gokit, atrelado ao funil de vendas no marketing digital.

 

A união dessas atividades – previamente adaptadas a cada cliente – formam uma estratégia de inbound marketing

É importante destacar que o inbound vai além da venda, porque busca a fidelização e o engajamento do consumidor final com a sua marca. Afinal, não queremos que o consumidor compre uma vez só. Queremos que ele satisfaça suas necessidades com o seu produto e/ou serviço, volte sempre que precisar e ainda recomende a sua marca a outras pessoas. 

Para que isso ocorra, algumas etapas são fundamentais.

 

Planejamento 

Depois de conversarmos com você e entendermos seus objetivos e expectativas, nossa equipe começa a pensar na estratégia que pode ser aplicada na sua empresa, bem como quando elas iniciarão. 

Para colocar em prática o cronograma de ações que estruturam e alimentam o funil de vendas do marketing digital, é preciso planejar. 

O planejamento também serve para antecipar processos, identificar oportunidades e, até mesmo, possíveis falhas a serem corrigidas. Uma boa estratégia não é imune a desafios. Ao contrário, é por meio deles que ela se desenvolverá e se tornará cada vez melhor.

 

Configurações de ferramentas

Tudo começa com as configurações técnicas, Google Analytics, RD Station e outras ferramentas que você já use em seu negócio e necessite de algum tipo de ajuste e/ou integração. 

 

Diagnóstico da empresa e persona

Em seguida, estudamos melhor a empresa e identificamos a persona do seu negócio. A persona é uma representação mais detalhada do seu cliente ideal. 

Imagine que você é dono de um parque aquático e quer aumentar sua visibilidade na internet. A persona pode ser a Joana Rezende, 18 anos, estudante do ensino médio, adora curtir com os amigos no verão e detesta areia da praia.  

persona

O exemplo acima é simplificado, pois podemos ter ainda mais informações sobre Joana e até mais de uma persona. 

Em resumo, a persona é a base das próximas etapas do inbound marketing, pois é com ela que determinamos cada passo seguinte, desde a escolha de palavras-chave, até a criação da pauta de conteúdos.

 

Palavras-chave e jornada de conteúdo

As palavras-chaves são todos os termos de pesquisa que as pessoas procuram em motores de busca na internet. O Google é o mais famoso, milhares de pessoas recorrem a ele quando querem saber sobre alguém ou alguma coisa.  

Esses termos podem ter diversos tamanhos e aparecem em forma de perguntas, frases, ou apenas uma palavra.

pesquisando no google

Para montar a pauta ou jornada de conteúdo, fazemos uma extensa pesquisa de palavras-chave. Termos que a persona, ou melhor, a Joana buscaria na internet e que se relacionam com a sua empresa, ou seja, o parque aquático dado como exemplo. 

As palavras-chave selecionadas integrarão os títulos de blog posts, que por sua vez, também serão divulgados nas redes sociais depois de prontos.

 

1. Atrair Visitantes

Com o planejamento realizado, começa a criação de conteúdo para o blog e as redes sociais. A partir de agora já estamos dentro do primeiro estágio do funil de vendas e queremos chamar a atenção do público.

 

Criação de conteúdo e redes sociais

Um dos principais pontos para atrair visitantes para o site do seu negócio é o conteúdo. Ele também estará presente nas diferentes mídias por onde a persona do seu cliente navega, seja Facebook, Instagram, Linkedin, Youtube, etc.

O conteúdo é responsável por instruir e nutrir o usuário, facilitando a relação e a geração de interesse nos produtos e serviços da empresa.

redes sociais

Mais de 85% dos usuários de internet possuem perfis ativos em pelo menos uma rede social.

 

SEO e anúncios

Além disso, a atração de visitantes inclui otimizações do conteúdo para os motores de busca (Search Engine Optimization ou SEO) e a elaboração de anúncios. 

Um dos objetivos das técnicas de otimização é para que a página do seu site fique melhor posicionada no Google e de outros buscadores, ou seja, que ela apareça entre as primeiras opções quando o usuário fizer uma pesquisa. 

Esse ranqueamento não depende só da escolha da palavra-chave feita lá no início, os Googlebots (robôs do Google) fazem uma leitura específica de páginas de sites e blogs, o que envolve outros cuidados que a criação de conteúdo irá tomar. 

Já os anúncios são aqueles que aparecem como patrocinados e os do Google você já deve ter observado em algum momento. São importantes para alcançar o objetivo dessa primeira etapa, que é o aumento de acessos no seu site. Em seguida, esses visitantes devem se transformar em leads. 

Anúncio no google

2. Conversão de contatos

Para se tornar um lead, o visitante deverá fornecer algum tipo de informação ao visitar a página da sua empresa, o mais comum é o e-mail. Obviamente, ele não fará isso sem que tenha um interesse específico ou receba incentivo para tal. Nesse momento, entram em ação as call to action, materiais ricos e landing pages.

 

Landing Pages

As landing pages são páginas cujo objetivo é a conversão. Existem diversos tipos de landing pages e embora elas possam mudar, todas terão um espaço para que o usuário possa preencher com seus dados, como nome, e-mail, telefone, entre outros.

Geralmente, a pessoa que se cadastra em uma landing page é atraída por um anúncio, blog post ou post em rede social com o intuito de ter acesso a E-books, infográficos, planilhas, etc.

Mesmo que estejam presentes nessa transição de visitantes para leads, as landing pages também podem aparecer em outras etapas do funil de vendas, do topo até o fundo, auxiliando o lead a pular alguns níveis e chegar à conversão. 

exemplo de landing page de pedido de orçamento

Exemplo de landing page de levantada de mão ou orçamento.

 

Materiais ricos

Os materiais ou conteúdos ricos são objetos que entregam informações relevantes à persona. Eles devem despertar e alimentar ainda mais o interesse pelos produtos e serviços da sua empresa. 

Normalmente, os materiais ricos estão por trás das landing pages. Por exemplo, após efetuar a conversão, você pode receber acesso gratuito a uma vídeo-aula específica. 

 

Call to action

Permeando praticamente todos os recursos citados até aqui (blogs, sites, landing pages, materiais ricos, anúncios e redes sociais) estão as chamadas para ação ou call to action (CTA).

Essas chamadas podem aparecer em forma de texto, botão ou imagem. Elas indicam uma ação ao visitante ou lead, que pode ser desde a conversão para baixar um conteúdo rico ou fazer uma demonstração gratuita de determinado produto da empresa. 

 

3. Relacionamento

Quando o negócio já tiver construído uma base de leads em razão de todas as práticas mencionadas antes, é preciso manter a dinâmica da estratégia e investir no relacionamento com essas pessoas. 

 

E-mail 

Utilizamos o e-mail marketing e a automação de e-mail para nutrir o interesse dos leads e incentivar sua movimentação dentro do funil de vendas. A diferença básica entre esses fluxos de e-mail está no seu gatilho de origem. 

Enquanto o e-mail marketing parte da vontade da empresa em enviar notícias semanais aos leads (newsletter) ou divulgar uma promoção a todos eles, a automação de e-mail vai ser ativada quando o lead realizar um ato determinado. 

Por exemplo, o lead que recebeu a newsletter e baixou um material rico, pode entrar em uma automação específica para aquele material. Ou seja, ele começa a receber outros e-mails que as pessoas que não baixaram o material, consequentemente, não receberão. 

Dentro do RD Station, aprimoramos o layout e criamos o conteúdo de todos os tipos de e-mails. Sempre acompanhando a performance para que eles alcancem os objetivos esperados.

 

4. Qualificação e venda

Esta é a fase na qual cumprimos a etapa final do nosso principal objetivo: entregar mais oportunidades ao seu time de vendas e promover resultados muito além dos números. Para que isso seja possível, configuramos e analisamos o lead scoring e verificamos a integração com o Customer Relationship Management (CRM). 

Vendas no marketing

Lead Scoring e CRM

O lead scoring é a classificação dos leads, segundo critérios da empresa e de adequação ao perfil do comprador ideal. Tudo feito a partir dos hábitos de conteúdos consumidos pelo leads dentro da estratégia de marketing digital que foi montada. 

O lead scoring pode ser feito manual ou automaticamente e permite identificar quantos e quais leads estão mais propensos a se tornarem oportunidades de venda. E ainda, descobrir quais conteúdos da sua estratégia têm mais relevância para os leads que já se tornaram clientes.

Para isso, são atribuídas pontuações para as ações dos leads. Os que somam pontos suficientes (qualificados) aparecem de forma automática no CRM da equipe de vendas da empresa. Tudo graças à integração já feita entre o RD Station e o CRM usado pelo setor comercial. 

 

5. Análise

Após a entrega de oportunidades ao setor comercial e efetivação da venda, chega o momento de analisar os resultados obtidos. Uma das principais observações feitas pela Gokit são os números e taxas do funil, bem como a identificação de pontos que possam necessitar de ajustes dentro da estratégia.

 

Números e taxas do funil de vendas

Você acompanhou todo o caminho do leads no funil até aqui. Para cada movimento que o lead e/ou visitante realizou de uma etapa para outra, há uma taxa esperada. Por exemplo:

funil de vendas no marketing digital

Se você não sabe qual o parâmetro dessas taxas, a Resultados Digitais possui esta ferramenta que te ajuda a compreender como está o seu funil em comparação às médias de mercado. Lembrando que as taxas e o comportamento do consumidor variam para cada ramo de atuação.

 

Resultados de anúncios

Verificar o desempenho de anúncios também é importante, visto que que nem sempre a palavra-chave mais cara, ou seja, com alto custo por clique (CPC) trará mais conversão e vive-versa. Além disso, considere o que você deseja conquistar com a campanha. Desse modo, poderá se concentrar nos indicadores que contribuirão com o alcance das suas metas.

 

Gargalos e melhorias

Essa etapa é essencial porque é com ela que serão percebidas as atividades que funcionaram e que não funcionaram, indicadores que precisam ser melhorados, etc.  

Soluções em marketing digital têm como principal vantagem a existência de dados em tempo real, que permitem medir resultados por meio de métricas específicas. Por fim, a avaliação da estratégia deve ser constante.

O Sucesso no marketing vem da avaliação constante dos resultados e do aprimoramento rotineiro das ações. Só assim, melhorando de forma continuada, conseguimos ter destaque no marketing digital.

 

Conte com a Gokit

Se você ficou na dúvida e ainda não tem certeza se investir em marketing digital vale a pena, reflita sobre o avanço e importância da internet atualmente. Faça um exercício de observação, olhe ao seu redor, seus clientes possuem computador ou smartphones? Eles  acessam a internet por meio deles?

Segundo dados da pesquisa da TIC Domicílios, 70% dos brasileiros usam a internet, o que equivale a 126,9 milhões de pessoas. Ampliar a presença digital de uma empresa se tornou um caminho natural e quase obrigatório para muitos setores. 

Agora você já sabe um pouco mais sobre o trabalho que é desenvolvido aqui na Gokit. Queremos ajudá-lo a alavancar seus negócios por meio de soluções em marketing digital inteligentes e completas. Faça um orçamento conosco, preencha o formulário para que eu possa entrar em contato com você.

Até a próxima,

Felipe.

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por Felipe

15 de janeiro de 2020

9 min. de leitura

Compartilhe:

Seja o primeiro a receber novidades!

Receba novos conteúdos por e-mail